Melhore os resultados da sua empresa com o modelo de gestão de Inovação Aberta

imagem_newsTI_2Ao contrário do conceito tradicional de inovação, onde todo conhecimento gerado pela organização deve ser mantido em segredo e só utilizado quando lucrativo, a Inovação Aberta defende que novos conhecimentos sejam compartilhados tanto dentro como fora da companhia.A ideia é enfatizar o uso de conhecimento externo para melhorar o desempenho do processo, acelerando e reduzindo o custo do desenvolvimento.

A inovação aberta, que vem Open innovation, surge como alternativa interessante para criar novos produtos, unindo diferentes entidades como indústria, universidade e governo para desenvolverem projetos de forma colaborativa, ao invés de contar somente com os recursos próprios.

Um exemplo de parceira baseada na inovação aberta é o framework java de código aberto chamado de Esfinge Framework, desenvolvido com a colaboração de instituto de pesquisa e empresa privada, como o ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) e a GSW Soluções Integradas, que reúne neste  framework código de diferentes  programadores, com um interesse em comum: reduzir ao máximo a dificuldade no desenvolvimento de aplicações corporativas em Java.

Leia mais sobre o Esfinge clique aqui

“O framework beneficia uma cadeia de entidades. Para o ITA, conseguimos viabilizar o desenvolvimento de novas tecnologias e fornecer aos alunos temas de projetos que os aproximam da realidade de mercado. Para as empresas quer participam, adquirirem expertise tecnológica e têm à disposição ferramentas que aumentam a produtividade e qualidade nos sistemas. Além disso, por ser de código aberto, toda uma comunidade de desenvolvedores tem a liberdade de participar, contribuindo com sugestões, fazendo testes e até mesmo fornecendo novos componentes. Com isso, a inovação é aberta e segue um processo continuo de evolução. ”, conta Eduardo Guerra, idealizador do projeto e instrutor da Divisão de Ciência de Computação do ITA.

Alinhadas a essa visão, cada vez mais empresas recorrem à inovação aberta como alternativa para atender suas demandas de negócio e se tornar mais competitivas, pois aumentam a diversidade de conhecimento e a velocidade dos processos de inovação.

Por conta disso, as companhias estão percebendo a importância de abrir suas fontes tecnológicas e fazer as informações fluírem de dentro da empresa para fora e vice-versa. Confira a tabela com diferenças entre Inovação fechada e aberta.

Princípios da Inovação fechada Princípios da Inovação aberta
Pessoas envolvidas As pessoas competentes trabalham para nós Nem todas as pessoas competentes trabalham para nós. Precisamos trabalhar com pessoas competentes dentro e fora da empresa.
Investimento em P&D Para ter lucro através de P&D, precisamos fazer descobertas, desenvolvê-las e comercializá-las nós mesmos. P&D externo pode criar valor significativo e o P&D interno pode reivindicar uma porção desse valor.
Perspectiva de inovação Se nós mesmos fazemos as descobertas, teremos condições de sermos os primeiros a introduzirmos no Mercado. Não temos que necessariamente criarmos a Pesquisa para lucrarmos com ela.
Mercado Ganha aquela empresa que coloca primeiro uma inovação no Mercado. Construir um modelo de negócio é melhor do que chegar primeiro ao Mercado.
Retorno para a empresa Ganharemos, se criarmos as melhores ideias na empresa. Ganharemos, se fizermos o melhor uso das ideias internas e externas.
Propriedade Intelectual (PI) Devemos controlar nossa PI, de modo que nossos competidores não lucrem com nossas ideias. Devemos lucrar com outros usos de nossas PI e devemos adquirir outras PI desde que contribuam para avançar nossos modelos de negócio.
Olá, Tudo Bem?
Se precisar estamos a disposição.

Receba nossa newsletter

Fique tranquilo não enviamos e-mails em excesso.

Nome
E-mail
Assunto
Selecione

  • Desenvolvimento de Sistemas
  • SAP Solution Center
  • Gestão Tributária
  • Comércio Exterior
  • BPO Tributário
  • CRM & Mobile